1ª edição do Festival Rolling Loud em Portimão adiada para 2021

Esta seria a primeira edição na Europa daquele que é considerado um dos maiores festival de hip hop, surgido em Miami, em 2015, e que entretanto se estendeu à Califórnia e a Nova Iorque. A organização afirma estar a seguir "a diretiva do governo português de 7 de maio de 2020, que proíbe eventos de grande escala no país até 30 setembro", revelando que "todos os bilhetes comprados" para este ano "permanecem válidos para as novas datas". Os promotores abrem também a possibilidade aos clientes de, "caso desejem, poderem colocar à venda os seus bilhetes, através de uma plataforma oficial de revenda". O festival irá manter-se na Praia da Rocha, em Portimão, confirmando que "Portugal será o primeiro país europeu a receber o Rolling Loud", onde, como afirmam, "era esperado público vindo de todo o Mundo". Congratulando-se com a garantia de um adiantamento no mesmo local, os promotores reforçam que, "com o mesmo alinhamento", o Rolling Loud em 2021 "será uma experiência única". Para o próximo ano mantêm-se, como cabeças-de-cartaz, os anunciados "A$AP, Rocky, Future, Wiz Khalifa e Chief Keef, complementados por Lil Uzi Vert, Tyga, DaBaby, Gucci Mane, Meek Mill, Rae Sremmurd, Saint Jhn, Sheck Wes e Pop Smoke", num alinhamento que conta com quase 70 nomes. Os promotores do evento terminam o comunicado referindo que irão "aguardar pela legislação que vier a ser aprovada", garantindo que cumprirão " a lei portuguesa e todos os direitos dos consumidores".