Governo prepara-se para anunciar cancelamento dos festivais de verão

O primeiro-ministro afirmou que com "enorme probabilidade", o Governo vai decidir pela não realização dos festivais de música de verão por causa da covid-19 e considerou difícil a gestão futura da lotação das praias. O primeiro-ministro advertiu que este verão terá de se ir à praia com cautelas especiais e com regras em termos de lotação. "Antecipamos dificuldades de gestão porque uma coisa são praias de enorme extensão e outra coisa são praias pequenas. Vai ser um dos problemas mais difíceis que temos a resolver" admitiu o primeiro-ministro. As medidas e os prazos para o desconfinamento sairam ontem. No que diz respeito à cultura, os cinemas, teatros e salas de espetáculo em Portugal vão poder abrir a 1 de junho. Já os museus, galerias de arte e monumentos públicos vão poder abrir já a 18 de maio. Todos estes espaços terão lotações máximas ajustadas tendo em conta a situação de pandemia. Vai haver lugares marcados e um distanciamento físico obrigatório. As livrarias abrem a 4 de maio.