NOS Alive pondera adiamento do festival e anuncia que Taylor Swift saiu do cartaz

A cantora norte-americana Taylor Swift cancelou a digressão europeia até ao final de 2020 e não vai estar presente na edição 2020 do NOS Alive. A produtora anuncia que está a trabalhar e que só serão tomadas medidas após levantamento do estado de emergência. "Dia a dia, continuamos a avaliar todas as possibilidades de desfrutar da música no Passeio Marítimo de Algés e por isso estamos a trabalhar em todos os cenários, incluindo o adiamento de datas do festival, com o mesmo cartaz. Após o levantamento do Estado de Emergência, poderemos certamente tomar as decisões mais adequadas sobre a edição do NOS Alive, tendo sempre como prioridade a segurança de todos, que desde a primeira edição estão connosco e que tornaram o sonho “NOS Alive” possível", diz a organização. O Governo português prolongou o estado de emergência até 2 de maio, referindo a reabertura progressiva de alguns serviços, mas não revelou ainda medidas concretas sobre a realização de eventos de grande escala ou com grandes aglomerados de pessoas, como festivais. Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa quatro mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial. Em Portugal, o decreto presidencial que prolonga até 2 de maio o estado de emergência iniciado em 19 de março, prevê a possibilidade de uma "abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais".