Favorito

Obter direções

Ligar

Reportar

752 visualizações
Jeffery Davis Quinteto foi concebido, primordialmente, devido à necessidade de Jeffery Davis se exprimir como compositor e com o intuito de demonstrar que o vibrafone pode ser utilizado de forma inovadora num contexto de ensemble e de composição. A sua utiização enquanto instrumento melódico mas, igualmente, como harmónico é aquilo de define, em grande parte, a sonoridade do projeto. Os membros deste quinteto de jazz foram cuidadosamente selecionados devido às suas características sonoras, harmónicas e melódicas.Os temas escritos, por Jeffery Davis, para este ensemble denotam uma profunda influência da música de câmara erudita e do jazz; mesmo dentro do jazz há uma tentativa de usar um estilo harmónico mais moderno e sofisticado com uma base de groove muitas vezes inspirado no swing e em estilos mais tradicionais. A totalidade da música tocada pelo grupo apresenta-se com uma forte componente programática baseada na pintura e, principalmente, na literatura nomeadamente em Hermann Hesse e Ernest Hemingway (alguns dos temas chegam a ser verdadeiros resumos musicais das obras destes escritores, retiradas da imaginação do compositor). https://jefferydavis.bandcamp.com/album/for-mad-people-only Jeffery Davis - vibrafone Óscar Marcelino da Graça - piano José Soares - saxofone alto e soprano Nelson Cascais - contrabaixo Diogo Alexandre - bateria Marcos Cruz Embora tenha nascido em 1972, só a partir de meados dos anos 80 é que o Marcos começou a comprar música. Até aí viveu um bocado inibido pela irmã mais velha, que achava azeiteiro praticamente tudo de que ele gostava. E em muitas coisas tinha razão, diz o Marcos. Foi, porém, com a chegada dos anos 90 que abriu o baú da música negra. Um pouco à boleia do acid jazz sentiu a vontade de mergulhar mais a fundo tanto no jazz como na soul, o que depois o levou ao disco, ao hip hop, ao techno, ao house, até ao drum’n’bass, mas sobretudo ao funk, que foi a sua área de especialização durante quase todo o tempo que passou discos, cerca de 12 anos. Entretanto, nasceu a sua filha e há uma década que não se vê nos discos, a não ser os do fogão. O convite da Porta Jazz é, por isso, especial. Espera o Marcos que seja bom para todos. O ciclo Porta-Jazz ao Relento realiza-se em todos os sábados de de agosto, sempre com início às 22 horas e acesso livre.

Horário

Sábado, 31/08, 2019 22:00 - 01:00

Artistas

Fotos

Localização

R. de Dom Manuel II

Baixa, Porto 4050-346

Favorito

Obter direções

Ligar

Reportar

Coleções

Eventos relacionados

  • Na categoria Evento
  • Na categoria Nightspot
  • Na categoria Coleção
  • Todos os resultados

Pesquisa por eventos, nightspots ou coleções no maior diretório da noite em Portugal

This page is available in English

Accept

Ao usares este website estás a confirmar ter mais de 18 anos e a concordar com a nossa Política de Cookies e Política de Privacidade.